A CESB é a instituição responsável pela implantação de todos os programas sociais advindos da construção das unidades de usinas INER. A cada CTT – Central de Triagem e Transbordo será doado um prédio social para abrigar o projeto denominado Social do Cidadão e a cada 2.000.000 habitantes terá um prédio seccional.

Responsável pelas ações voltadas para a interdições dos lixões e aterros, após apuração da Comissão do Meio Ambiente através de parecer técnico.

 

SOCIAL DO CIDADÃO

Com capacidade de atender socialmente 200 famílias/dia e ministrar 720 cursos grátis de cidadania por mês, nossas sedes serão instrumento social para atendimento das famílias.

 

PRÉDIOS PREVISTOS

Projeto contemplando 1371 prédios regionais e 102 prédios seccionais, que abrigarão as diretorias Estaduais, Seccionais e Regionais para operacionalizar o atendimento ás famílias.

GRUPO INER

O GRUPO INER foi constituído com o objetivo de contribuir para a implementação da Lei 12.305/2010 que trata da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) através de instituições, empresas e cidadãos realmente comprometidos com uma política social mais justa, responsável e sustentável.

 

  • INER: Empresa de capital privado, criado por uma instituição social, que uniu aos seus objetivos as maiores empresas em seus segmentos para implantação do projeto “Lixo Zero Social 10”.

 

  • GESTÃO: O Grupo INER fará a gestão completa desde o início até a entrega das chaves aos empresários e investidores, após a entrega estará ajudando na gestão e também na manutenção das usinas em todo o Território Nacional.

 

  • CENTRO DE OPERAÇÕES INER-COI: Sistema de Gestão para controle de todas as operações do Grupo INER, com facilidades e disponibilidade de acompanhamento via Tablet e Celulares, o gerenciamento das obras e projetos complementares.

Ecologicamente Correto – Socialmente Integrado – Economicamente Viável

SINDICATO NACIONAL DOS DECORADORES E TAPECEIROS

 

RESPONSABILIDADES

  • Representante Exclusivo do Grupo INER – Assessoria e representação junto aos Governos, Empresários e Setor em todo o Nacional;

  • Representar a Categoria dos Decoradores e Tapeceiros (patronal);

  • Suporte e fortalecimento da classe dos decoradores e tapeceiros;

  • Implantar cursos de tapeceiros e restaurador de móveis voltado à logística reversa de resíduos sólidos volumosos – Projeto do Lixo ao Luxo e Cooperiner ;

  • Treinamento e cursos de formação de tapeceiros;

  • Promover e participar de Reuniões, Eventos, Congressos e Conferências;

  • Realização de estudo econômicos e financeiros;

  • Regulamentação e reconhecimento da profissão do Tapeceiro

  • Fiscalização, assistência técnica e jurídica.

 

TREINAMENTOS, CURSOS E FORMAÇÕES

  • Voltados para mão de obra especializada no tratamento e reaproveitamento de Resíduos Sólidos de Origem Moveleira;

  • Formação de novos profissionais tapeceiros.

GRUPO INER e SINDETAP

  • Separar os estados em regionais de 1.500.000 a 2.000.000 habitantes;

  • Agrupar os municípios menores de 100.000 habitantes em consórcios;

  • Notificar e apresentar Prefeituras e comunicar Governo, Secretarias e Ministério Público a solução do Grupo Iner com relação ao problema do Lixo;

  • Angariar terrenos, sejam de concessão ou compra para os Prédios Sociais, e Usinas;

    • Terrenos atendendo as regras e normas informadas pela engenharia do Grupo Iner para facilitar as aprovações e licenciamentos.

  • Responsável na formação das diretorias da Federação do Elo Social do Estado, Seccionais e Regionais;

  • Participar e promover reuniões com os governos,empresários,fornecedores,investidores e afins.

  • Acompanhamento junto aos empresários quando da comercialização dos CTTs e Usinas.

CONTROLES

  • Relação de Empresas de Terraplanagem e de construção civil;

  • Levantamento de Empresas ligadas ao Lixo (Investidores, empresários locais e estaduais);

  • Cadastramento dos terrenos para usinas e prédios sociais/seccionais no Sistema Iner (COI);

  • Orçamentos de Terraplanagem;

  • Relação de diretores que irão atender as diretorias do Elo Social.

REALIDADE DO LIXO NO BRASIL

O LIXO NO BRASIL

  • 60% do Brasil tem lixões ou seja: 3.334 dos 5.570 municípios brasileiros ainda mantêm lixões, fora os lixões clandestinos que não fazem parte dessa estatística.

  • Esses lixões poluem o ar, a terra e a água trazendo diversas doenças além de poluir o meio ambiente;

  • Insetos, animais que se criam nos lixões levam doenças para a população;

  • Viciados em drogas e ladrões roubam fios, ferro para vender nas falsas cooperativas;

  • Surge um mercado paralelo onde favorece a criminalidade;

  • Catadores vivem dos lixões sem controle, sem equipamentos segurança e sem amparo das leis trabalhistas;

  • Fazem um trabalho escravo substituindo empresas que são pagas para esse fim;

  • É a forma barata de limpar a cidade sem custos e riscos ou seja a catação informal;

  • Seres humanos sobrevivendo das sobras e dos desperdícios dos mais afortunados;

  • Muitos municípios proibiram o uso da tração animal, porém temos catadores puxando carroças;

  • Soluções internacionais não se adaptaram a realidade do Brasil além do alto custo de implementação;

  • Somente 3% do lixo é reciclado e dos 3% parte deles volta para os lixões e aterros;

  • Segundo a Abrelpe no seu relatório de 2015 o Brasil é o quarto maior produtor de lixo do planeta;

  • O lixo brasileiro é tido como um dos mais ricos do mundo. Mas não está sendo dada a devida importância às questões relativas ao saneamento ambiental, em especial a coleta e destinação adequada dos resíduos;

  • Descarte aleatório dos resíduos em nascentes, córregos, margens de rios e estradas;

  • Dados estatísticos informam que o Brasil enterra 120 bilhões de reais por ano.

DADOS DO LIXO NO BRASIL

 

  • No Brasil são produzidas diariamente cerca de 250 mil toneladas de lixo. Sendo que a cidade de São Paulo é a que mais produz lixo no país, com cerca de 19 mil toneladas por dia.

  • Composição do Lixo Brasileiro:

  • 52% - Lixo Orgânico

  • 26% - Papel e papelão

  • 3% -Plástico

  • 2% - Metais (ferro, alumínio, aço,etc.)

  • 2% - Vidro

  • 15% - Outros

 

  • Estima-se no Brasil:

  • 53% Aterros sanitários

  • 23% Aterros controlados

  • 20% Lixões

  • 2% Compostagem e reciclagem

  • Produção de lixo

Cada pessoa produz em média 1 Kg de lixo por dia (Fonte: http:www.brasil.gov.br/meio- ambiente/2013/08/semana-nacional-do-meio-ambiente-2013) 100 mil pessoas = 100 toneladas diárias.

 

O LIXO NO BRASIL COM RELAÇÃO A PREFEITURA

 

  • O aterro sanitário é apenas uma forma de minimizar impactos ambientais de forma não lucrativa e paliativa;

  • Alto custo de implantação de um aterro sanitário controlado;

  • Alto custo de manutenção de um aterro sanitário que se diz “legalizado” contradiz com resultados:

  • Só gera despesas e desvalorização da área onde se encontra;

  • Exige mão de obra para controlar e operacionalizar o aterro;

  • A área do aterro ou lixão fica comprometida por mais de 30 anos;

  • Precisa de máquinas e equipamentos para uso diário;

  • Enterra-se a riqueza no lugar de fazer a economia girar;

  • Necessita de controles diários, semanais e mensais de acompanhamento com referência as normas do meio ambiente bem como o seu monitoramento;

  • Controles através de laudos assinados por técnicos e engenheiros especializados;

  • Lixões são proibidos desde o ano de1981;

  • A lei 12.305 de Resíduos Sólidos é do ano de 2010 e teve 4 anos para ser implementada;

  • Prefeitos estão sendo presos por improbidade administrativa;

  • Municípios com baixa população e dificuldades pela grande extensão territorial e sua diversidade;

  • Falta de ações e dificuldades criadas para atender a prática da logística reversa;

  • Burocracias, falta de interesse e conhecimentos travam os avanços nesta área;

  • Prefeituras gastam dinheiro com projetos e documentações que só criam regras mas não resolvem o problema do lixo.

TIPOS DE PRÉDIOS A SEREM CONSTRUÍDOS

  • CTT - Centro de Triagem e Transbordo (Linha Única e Linha Dupla)

Uma a cada 100 mil habitantes / Preparadas para atender até 200 mil habitantes

  • Usina de Incineração de Produtos Hospitalares

Uma a cada 1.500.000 / 2.000.000 habitantes;

  • Usina de Cremação de pequenos animais;

Uma a cada 1.500.000 / 2.000.000 habitantes;

  • Usina de Compostagem/Fabricação de Briquetes/Incineração de Produtos Químicos/Incineração de

animais de grande porte.

Uma a cada 1.300.000/2.000.000 habitantes (dependendo da logística e população.)

.

  • Prédio Social – Para atendimento às famílias

Um prédio social para cada CTT – Centro de Triagem e Transbordo instalada

  • Prédio Seccional administrativo / gerência dos prédios sociais

Um prédio seccional para atender entre 10 a 19 prédios regionais

  • Diretoria Estadual – Fiscalizadora e intermediadora entre as diretorias da Confederação do Elo Social Brasil com as diretorias seccional e regional.

    • Cooperativa Cooperiner – Para atender a Logística Reversa de Resíduos Volumosos (Sofás, Poltronas, Móveis, etc., a ser instalada estrategicamente em cidade onde tiver um CTT.

GRUPOS ENVOLVIDOS QUE VIABILIZAM O PROJETO

 

  • Consórcio INER

    • União dos maiores fabricantes e fornecedores para atendimento ao projeto;

    • Acompanhamento junto ao projeto, com fiscalizações, aprovações, liberações e auditoria.

 

  • Escritório Jurídico Empresarial

    • Apoio jurídico para formulação e acompanhamento e distribuição dos contratos;

    • Profissionais qualificados para assessoria e apoio jurídico;

    • Equipe de empresas jurídicas e advogadas selecionados para cobrir todas as regiões do Brasil;

    • Equipe especializada em consórcios, fusões, aquisições, sociedades, abertura de empresas, plano de negócios, auditoria, etc,;

 

  • Empresas de Engenharia e Construção Civil

    • Contratação por licitação do melhor custo benefício de empresas locais;

    • Oportunidade de negócio entre os próprios investidores/empresários do ramo de lixo;

 

  • Empresas de Engenharia e Terraplanagem

    • Contratação por licitação do melhor custo beneficio de empresas locais;

    • Oportunidade de negócio entre os próprios investidores/empresários do ramo do lixo;

 

  • Empresas de Financiamento

    • Financiamento através de capital nacional e internacional com taxas diferenciadas;

    • Preparação de equipe para atendimento a todas as soluções de financiamento disponíveis;

SOLUÇÕES QUE VIABILIZAM O PROJETO

  • Atendimento a Lei 12.305/2010 que trata da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS)

    • Projeto de iniciativa privada com objetivos também sociais;

    • Transformar o lixo em riquezas a serem exploradas pela iniciativa privada;

    • Equipe preparada com documentações, licenciamentos para atender as legislações vigentes;

    • Logística Integrada e interligada entre todos os e Usinas de Compostagem;

    • Todos os prédios são padrões em todo o Brasil (projeto único, fabricantes padronizado)

  • Convênio com Sistema Penitenciário:

    • Utilizar mão de obra carcerária na preparação de Blocos, Estruturas metálicas, Materiais, etc.

  • União das maiores empresas fornecedoras do Brasil:

    • Volume de compras para atender todos os CTTs, Usinas e Prédios Sociais;

    • Padrão de produtos e materiais e marcas para todos os prédios no Brasil;

    • Logística compartilhada e controlada pelos fornecedores e investidores (COI);

    • Desenvolver soluções em conjunto com os maiores fabricantes nacionais e internacionais.

  • Faturamento Direto Investidor x Fornecedor:

    • Venda direta evitando bi-tributação, com negociações sem intermediários;

    • Gestão de pagamentos controlado com medições (COI).

MODELO DOS PRÉDIOS - GRUPO INER

CTT (CENTRO DE TRIAGEM E TRANSBORDO)

1473 - (795 LINHA ÚNICA E 678 LINHA DUPLA)

CTTs - CENTRO DE TRIAGEM E TRANSBORDO

USINA DE COMPOSTAGEM

139 UNIDADES

USINA DE COMPOSTAGEM

USINA DE CREMAÇÃO ANIMAL
114 UNIDADES
USINA CREMATÓRIO DE ANIMAIS

USINA DE INCINERAÇÃO DE RESÍDUOS

114 UNIDADES

USINA DE INCINERAÇÃO DE RESÍDUOS HOSPITALARES

MODELO DOS PRÉDIOS SOCIAIS E COOPERATIVA

PRÉDIO REGIONAL ELO SOCIAL

1371 UNIDADES

REGIONAL - SOCIAL DO CIDADÃO

PRÉDIO SECCIONAL ELO SOCIAL
102 UNIDADES
SECCIONAL - SOCIAL DO CIDADÃO

COOPERINER – COOPERATIVA DE RESTAURAÇÃO

1473 UNIDADES

COOPERINER - COOPERATIVA DE TRABALHO

FÁBRICA INER E SOFTWARE

INDÚSTRIA DE BLOCOS

INDUSCRE - SISTEMA INER

Utilização de mão de obra carcerária

Instalada nas mediações dos presídios

Mão de obra de presos em regime semi aberto

EXTRAÇÃO DE VOLUMETRIA - DRONES

VOLUME TOTAL DE LIXÃO REGIÃO X

Software para levantamento de áreas degradadas;

Laudo técnico da área comprometida;

Levantamento para recuperação de áreas degradadas;

Fazer o levantamento topográfico dos terrenos para construção dos prédios.

DISTRIBUIÇÃO DOS PRÉDIOS NO BRASIL

PRÉDIOS  X  MÃO DE OBRA DIRETA PREVISTA PARAÍBA

PRÉDIOS ESTADO DA PARAÍBA

DIFERENCIAIS DOS CTTs E DAS USINAS

  • Política reversa e reaproveitamento de 100% do lixo;

  • O orgânico também será transformado em riqueza;

  • Maiores oportunidades e lucratividade para o empresário;

  • Desenvolvimento da região com emprego de mão de obra e geração de impostos;

  • Meta de preço → o preço próximo do custo;

  • Facilidade de expansão para 200 toneladas dia (CTT Linha Dupla ou dobrando o turno);

  • Dar emprego e direitos aos catadores e quem vive do lixo;

  • A cada CTT Centro de Triagem e Transbordo, será doado um Prédio Social;

  • Há um prédio Seccional a cada 2.000.000 habitantes para administrar os Prédios Sociais;

  • Acabar com todos os lixões ilegais e aterros sanitários;

  • Modelo totalmente adaptado para a realidade e ao mercado Nacional;

  • Única forma e opção viável que atende 100% do problema do lixo;

  • Investimentos feitos pela iniciativa privada;

  • Logística própria fácil e inteligente;

  • Gestão de manutenção em todo o território Nacional;

  • Ampliar o mercado com opções e oferta de produtos gerados pelo lixo;

  • Padrão de construção igual em todo o território Nacional;

  • Padrão de equipamentos, materiais, e fornecedores para todo o Brasil.

AÇÕES DOS PRÉDIO SOCIAIS

  • Prédios serão instalados nos locais mais perigosos da cidade;

  • Disponibilizar Assistente Social, Psicólogo, Advogado e Bacharel em Direito; Profissionais para a área de Saúde, Educação, Administração, dentre outros;

  • Cursos vivenciais de Cidadania, Administração conjunta do lar, Primeiros Socorros, Crenças, Nutrição, Sexologia, Estética Corporal, Etiquetas e Comportamentos, e Aptidões, dentre outros;

  • Objetivo principal é cuidar e fortalecer a família, que é a base da nossa sociedade;

  • Melhorar a qualidade de vida;

  • Preparar o cidadão com conhecimentos de cidadania;

  • Todos os Prédios Sociais ficarão em nome de uma Fundação;

  • Disponibilizar rádios comunitárias para atender a comunidade;

  • Heliporto para receber autoridades;

  • Salas para treinamentos, cursos, reuniões, palestras;

  • Setor de atendimento formado diretamente por profissionais da área:

    • 01 - Assistente Social;

    • 01 - Psicólogo;

    • 01 - Bacharel em direito;

    • 01 - Advogado.

    • 03 - Profissionais com cursos superiores para atender as diretorias de Educação, Saúde e Socialização.

 

COOPERINER – COOPERATIVA DE RESÍDUOS SÓLIDOS VOLUMOSOS

COOPERATIVA:

  • Objetivo será o tratamento dos resíduos sólidos volumosos (sofás, poltronas, cadeiras, móveis,etc...);

  • Aproveitamento de material para fazer a logística reversa através de restaurações;

  • Empregara toda a mão de obra dos catadores de lixo da região;

  • Todos os catadores serão cadastrados e aproveitados;

  • Material excedente e restos serão enviados para os CTTs e Usinas;

  • Serão preparados com diversos cursos com a finalidade de:

    • Profissionalização e preparação para a função de tapeceiro;

    • Formar a cooperativa com 40 cooperados;

    • Emprego via CLT para os não cooperados;

    • Curso de cooperativismo e empreendedorismo através do Sebrae;

    • Mão de obra para trabalhar nas Usinas do Grupo Iner.

 

  • Apoio:

Sindetap – Sindicato Nacional dos Decoradores e Tapeceiros

Confederação do Elo Social Brasil

Instituto Iner

PROPOSTA

  • PREFEITURA:

    • Cessão compartilhada de área de terras ao empresário/investidor;

    • Coordenar ação conjunta com as cooperativas;

    • Dar destinação correta ao lixo;

    • Pagar pela destinação do lixo 60% do que a prefeitura paga hoje;

    • Diminuir o custo do município apoiando soluções que viabilizam a destinação correta do lixo.

 

  • TERRAPLANAGEM / COI – CENTRO DE OPERAÇÕES INER

    • Validar os terrenos  (CTTs, Usinas e Prédios Sociais);

    • Auxiliar na documentação dos terrenos;

    • Preparar os terrenos para a construção dos Usinas, Prédios Sociais e Prédios Seccionais;

    • Levantar os custos e orçamentos de terraplenagem, equipamentos, materiais,etc...

 

  • INVESTIDORES/EMPRESÁRIOS

    • Contrato com o Grupo Iner com liberação de recursos financeiros;

    • Doação do prédio Social/Seccional para a criação da Fundação;

    • Acompanhar na construção até a entrega dos Prédios;

    • Administração e gestão do CTT e Usina.

 

EMPRESÁRIO - INVESTIDOR

  •   Gestor e proprietário dos CTTs – Centro de Triagem e Transbordo e Usinas

    • Ceder espaço para garagem dos caminhões coletores e apoio logístico (lavagem, troca de óleo);

    • Apoio logístico para funcionários da empresa de coleta de lixo (banheiros, troca de roupa, banho).

 

  • Responsável pelo apoio junto a Cooperiner

    • Fornecer prensa hidráulica e triturador com capacidade de suprir a necessidade regional;

    • Receber os resíduos gerados pela Cooperiner a preços subsidiados.

 

  •   Cuidar da destinação e distribuição correta do lixo

    • Transformar em riqueza o lixo captado;

    • Responsável pela separação dos sub-produtos retirado do lixo;

    • Encaminhar e distribuir o sub-produtos para as indústrias correspondentes.

  • Fornecer prédio para a Confederação do Elo Social

    • A cada CTT está incluído um prédio social que será doado para formar a Fundação;

    • A cada regional de 2.000.000/hab. está incluído um prédio seccional que será doado para a Fundação.

 

QUEM COMPRA OS CTTs e USINAS

  • Empresários que trabalham no ramo do lixo e que querem permanecer neste segmento. Quem hoje lucra com o lixo terá lucros ainda maiores com os e as Usinas.;

 

  • Os empresários locais que trabalham com o lixo terão prioridade de compra;

 

  • Empresários do ramo do lixo, empresas de coleta de lixo que terão local para a destinação correta, e oportunidade de uma nova fonte de renda, não dependendo exclusivamente dos recursos das prefeituras.

 

  • Investidores Municipais, Estaduais e Nacionais de diversos setores são convidados para uma segunda rodada;

 

  • Investidores internacionais estão sendo convidados para totalizar as vendas no país;

 

  • Obs: No preço dos CTTs - Centro de Triagem e Transbordo estão incluídos as Usinas de Incineração, Cremação e Compostagem que atenderão a região a que fazem parte.

 

  • Empresários com responsabilidades sociais que doarão os prédios sociais e regionais, os quais também estão inclusos no preço do CTT e que se transformarão em Fundação.

INVESTIMENTOS DIRETOS

  • CTT – Centro de Triagem e Transbordo:

Instalado em Terrenos de 10.000m2

Contrapartida um prédio social em terreno de 400m2

 

  • Usinas de Incineração / Cremação:

Cada uma instalada em terrenos de 1.500m2

 

  • Usinas de Compostagem:

Instaladas em terrenos de 450.000m2 a 1.500.000m2

 

  • Diversos:

    • Terrenos;

    • Frete;

    • Terraplanagem;

    • Assessorias Comerciais, Jurídicas, e comissões;

    • Licenciamentos; laudos, perícias técnicas;

    • Laboratório / Pesquisas;

    • Levantamento de lixões e aterros com uso de Drones.

RETORNO DE INVESTIMENTOS

  • Dados estatísticos indicam que o Brasil enterra 120 bilhões de reais por ano, o custo do Grupo Iner para todas os e Usinas chega a 48 bilhões de reais, portanto em 4 meses o Brasil terá o retorno do investimento;

  • Separação e destinação:

Ferro, alumínio, aço, plásticos, vidros, papelão, orgânicos para compostagem, Produtos químicos, hospitalares, restos de animais, dentre outros;

 

  • Produtos ecológicos específicos para cada região do país:

Briquete de biomassa, adubo, corretor de solo, matéria prima para outros produtos;

  • Contrato com o governo federal, estadual, prefeituras, empresas coletoras de lixo, hospitais, clínicas, pet shop, laboratórios, farmácias, indústrias, cooperativas, dentre outros segmentos de mercado;

  • Venda de Matéria prima para indústria, agropecuária, indústrias de transformação, siderurgias, fábricas de cimento, mercado e comércio dos produtos reciclados, etc...;

  • Valor dos CTTs/Usinas irão duplicar já durante a construção e quando da entrega ao empresário/investidor para a operacionalização deverá haver mais um aumento, tornando-se o melhor investimento feito neste setor;

  • Viabilidade Econômica: Retorno do investimento em curto prazo de tempo.

 

RESULTADOS ESPERADOS

  • Diminuir os índices de criminalidade;

  • Melhorar a qualidade de vida da população;

  • Diminuir sensivelmente os problemas de saúde causado pela má gestão do lixo hoje existente, melhorando a qualidade do da terra e da água;

  • Acabar com o trabalho escravo dos catadores dando dignidade na profissão, não tendo mais que puxar carrinhos para captação do lixo. Fornecer cursos de aperfeiçoamento e profissional. Colocar os mesmos no mercado de trabalho através de Cooperativas e Empreendedorismo;

  • Mão de obra especializada com o reconhecimento perante a sociedade, dando oportunidades de crescimento pessoal e profissional, garantindo a todos os direitos trabalhistas;

  • Solucionar a destinação correta de 100% do lixo acabando com os lixões e aterros sanitários no Brasil;

  • Gerar lucros aos investidores e acionistas além de potencializar as oportunidades de negócios, fortalecendo também as empresas terceirizadas;

  • Melhorar a educação e cidadania da população através das ações tomadas pelo trabalho desenvolvido pelos prédios sociais, trabalhando a família como objetivo principal.

PREFEITURAS

 

  • Atender a legislação federal da política nacional de resíduos sólidos;

  • Não se envolver em polêmicas com referência a lixões e aterros sanitários a céu aberto, gerando poluição do ar, da terra e do lençol freático;

  • Estabelecer ações, convênios e parcerias com entidades de direito público ou privado, visando à melhoria da qualificação profissional;

  • Aumentar renda da saúde com os 40% de desconto dado pelas Usinas e CTTs;

  • Inovar, apoiando o Estado nas ações Social através do Prédio Social do Cidadão;

  • Abrigar de forma socialmente correta, os municípios envolvidos com Lixo;

  • Fornecer área para a construção da cooperativa – Cooperiner;

  • Responsabilidade compartilhada sob o destino final dos Resíduos Sólidos;

  • Elaborar e implementar políticas públicas que promovam o atendimento, apoio e fomento ao empresário e o empreendedor.

  • Apoiar todo o investimento feito pela iniciativa privada com o intuito de trazer desenvolvimento, geração de emprego, qualidade de vida para os seus municípios.

ESTRUTURA INICIAL

 

 

LINKS APRESENTAÇÃO E REPORTAGENS

 

Propaganda Grupo Iner Julho/2017 Sebastian

Entrevista em Rondônia – SIC TV Porto Velho – Balanço Geral

Entrevista Rio Grande do Sul Bancada Empresarial    - 21/10/2016

Entrevista Espírito Santo Globo Bom Dia 21/04/2017

Entrevista e Reportagem Espírito Santo Abril 2017 TV Vitória Negócios de Sucesso - Jomateleno e Sebastian

Entrevista no Piauí 07/03/2017

Entrevista no Amapá    SBT 04/2017 - Parte 1 Entrevista no Amapá    SBT 04/2017 - Parte 2

Entrevista no Amapá Programa Pauta Livre - 21/07/2017

Entrevista no Amapá Cleber Barbosa 12/07/2017

Comissão Legislação Participativa - Apresentação Câmara Federal 20/06/17

CLP PARTE 2 Respostas    - Apresentação Câmara Federal 20/06/17

Reportagem    Realidade do Lixo no Brasil Globo - Bom dia Brasil -24/07/17

Reportagem Balanço Geral Rondônia- Rede Record - 04/12/2017

Lançamento Projeto Iner Paraná -Assembleia Legislativa do Paraná 08/08/2017

Lançamento Projeto Iner Paraná - Reportagem Rede Bandeirantes- 09/08/2017

Lançamento Projeto Iner Bahia -Assembleia Legislativa da Bahia 15/09/2017

Lançamento Projeto Iner     Mato Grosso 09/11/2017

Lançamento Projeto Iner    Mato Grosso Globo 09/11/2017

Lançamento Projeto Iner Roraima Rede Cidade 31/102017

Lançamento Projeto Iner Roraima Entrevista 31/10/2017

Entrevista Programa Conexão Brasília na FM 90,9 Amapá 07/10/2017

Lançamento Projeto no Amapá- 10/07/2017

Lançamento Projeto no Amapá -  Pauta Livre - 10/07/2017

Entrevista em Minas Gerais - Programa Começo de Conversa    21/10/2017

Entrevista na Paraíba TV Câmara 14/09/2017

Entrevista na Paraíba Jampa Sustentável TV Câmara 14/09/2017

Reportagem    Resíduos Sólidos Momento Ambiental Brasília 19/10/2015

 

CONTATOS

 

Grupo  Empresarial Iner – www.grupoiner.com.br – +55 11-3991-9919 – presidencia@grupoiner.com.br

 

Confederação do Elo Social – www.elosocial.org.br presidencia@elosocial.org.br

 

SINDETAP – Sindicato Nacional dos Decoradores e Tapeceiros

www.sindetap.org.br – +55 11-2528-8085 – presidencia@sindetap.org.br                                                                            facebook.com/sindetap.decoradorestapeceiros

Instituto Iner (selo verde) e Cooperativas – Cooperiner   -                    cooperiner@cooperiner.org.br

Bem vindo ao Desmanchecar  -  Sistema INER de Resíduos Sólidos
Telefone: +55 (11) 2818-9198 ​Endereço: Rua Cecília Bonilha 147
© 2018 por Sistema Iner. Todos os Direitos Reservados
"Movimento Passando o Brasil a Limpo"